Leia ouvindo: Fix You - Coldplay


A moda sempre foi algo que me deixou fascinada. Cresci em uma família que estavam ligadas diretamente a moda. Minha vó foi costureira, minha mãe também, desde os 14 anos, minha tia irmã da minha mãe também. Então, desde criança sempre via revistas com vários modelos, minha mãe sempre estava com croquis que as freguesas traziam, era linha, agulha, máquinas de costura, ou seja, eu sempre fui rodeada por tudo que de alguma forma envolvia a moda. 

Quando tinha meus oito anos ganhei uma máquina de costura, era de brinquedo, porém eu conseguia costurar e criar as roupas das minhas Barbies. Eu poderia ficar o dia todo que nunca cansaria de brincar com essa bendita máquina. Nessa mesma época, eu pegava vários modelos e tentava recriar (olhava e desenhava). Adora colorir, criar peças coloridas e por incrível que parecia, desenhava até o rosto das modelos (risos).

Quando aprendi a mexer em computador e descobri uma lan house, mulher, eu vivia lá para criar blog, flogão (sério eu tive isso kkk), não me julguem, era “chic” isso na época (risos, novamente). Em 2011 eu já tinha meu próprio computador e sério, tenho muito orgulho em dizer que comprei com meu próprio dinheiro, sem ajuda de família e tals. Gente, aprendi a bordar ponto cruz, peguei várias toalhas e mantas de bebês para bordar e aos poucos e com muito trabalho fui juntando a grana até conseguir, olha que isso demorou um pouco, porque um computar nessa época era muito caro. Ai consegui meu primeiro trabalho com carteira assinada tudo mais, aí completei rapidinho a grana e corri para a loja. Lembro como se fosse hoje, escolhi até a mesinha (tenho tudo até hoje, claro que precisei trocar muitas coisas e tal, não uso mais, porque graças a Deus tive outras oportunidades e hoje tenho meu notebook).

Mas, foi nessa época que surgiu o Blog, ele teve vários nomes estranhos, que nem me lembro mais quais foram. Até chegar no atual nome que é Lílian com N. Tá, mas aí você vai se perguntar, mas porque esse nome? Na verdade por duas coisas, primeiro porque sempre escreveram meu nome errado (já conseguiram escrever meu nome assim: Lilha! O cara me andou um correio elegante e dá uma gafe dessa, não teve chance nenhuma né! Kkkk) e, segundo porque me inspirei no blog Karol com K, que a Karol Pinheiro tinha dentro da revista Capricho. Sou fã da Karol até hoje e super acompanho o trabalho dela. E o blog foi criado com o objetivo de escrever sobre umas coisas que mais amo, que é moda!

Acabou, que só escrevia quando dava, eu conciliava serviço, faculdade e blog. Ou seja, a cada dia que eu não escrevia via meu sonho de estar junto com a moda mais distante. Vim de família pobre, eu não poderia me dar ao luxo de ficar em casa escrevendo para um blog que nem saberia se um dia ia dar certo. Mas, nunca deixei de lado esse sonho. A faculdade de moda não pude fazer a grana era curta para pagar faul e as despensas com moradia. 

Mas, confesso que por várias vezes perdi notas em algumas disciplinas por ficar horas lendo conteúdos de outros blogs como: Garotas Estupidas, Depois dos quinze, Karol Pinheiro, Camila Coelho, Thássia Naves e muitos outros. E através deles eu podia ver tudo o que acontecia nas famosas semanas de moda. E até hoje é assim, sempre estou por dentro de tudo o que rola na moda.
Eu nunca deixei o blog de lado, mesmo que um post corrido, um vídeo atrasado, sempre busco estar presente. Por mais que seja difícil, o tempo corrido, eu não esqueço. 

Confesso que já pensei em desistir de tudo. Desativar tudo. Mas, o meu amor por esse cantinho aqui e muito grande. É aqui que consigo expressar minhas opiniões, escrever sobre coisas que amo, aqui me sinto completa. Não sei, se você vai chegar até aqui. Mas, eu ainda não desistir de fazer meu curso de moda. Não desisti de tentar trabalhar somente com o blog. Você pode pensar que sou louca, que o mercado está saturado. Mas, para quem sonha grande, as coisas nunca estão distantes. E se você não acreditar nos seus sonhos, não acreditar no seu potencial, nas suas qualidades, ninguém vai acreditar. Porque, se você não passa segurança ninguém vai confiar na sua capacidade. 

Nunca perca a fé, nunca deixe de acreditar nos seus sonhos e nunca deixe ninguém, mas ninguém fazer você desistir deles. Por mais louco que seja o seu sonho. Acreditar é fundamental. Sonhar é essencial para que nossos desejos e objetivos não morram. É preciso tê-los para que busquemos crescimento pessoal e profissional. Isso é dar sentido na sua vida, entende?

E, hoje eu estou aqui para mostrar que ainda acredito em meu sonho. Que ainda tenho muito a aprender, muito a melhorar. Mas que jamais vou deixar de tentar. De correr atrás. De buscar meus ideais. Faça isso. Acredite. E, acima de tudo, sonhe!

Um beijo e até o próximo post <3


Deixe um comentário

Novidades por e-mail