Existem momentos que é preciso se desligar de tudo e de todos. Chega uma hora que vale a pena repensar em todas as nossas atitudes, revisar nossos sonhos, correr atrás dos nossos objetivos. Nem sempre é fácil. Muitas vezes falta coragem, falta determinação, mas tem um excesso enorme de comodismo. Se acostumar com a rotina é muito fácil, quero ver é ter coragem pra mudar. Quando digo mudar, falo sobre coisas simples. Mudar o caminho, mudar a foto daquele porta-retrato que a poeira já tomou conta, mudar o mural de fotos que a tempos permanece da mesma maneira. Mudar a decoração do quarto. São pequenas atitudes que nos fazem alcançar as atitudes maiores, mais difíceis.

Chega uma hora na vida que você percebe que hora de chutar o balde, ser humilde, pedir ajuda a quem você nunca imaginou pedir, pedir desculpa a uma pessoa a que não te fez nada e por pura burrice ou fofoca você deixou de conversar, corrigir erros ou pelo menos mostrar que estava errada naquele momento e percebeu o erro e sabe se desculpar. Mudar suas atitudes, ideias e opiniões não é vergonha, é coragem. É mostrar que você é capaz de enxergar que estava errada em algum momento, mas que percebeu, mesmo que muitas vezes tarde, que pode e deve corrigir suas imperfeições, afinal você é humano. Erramos e muitas vezes mais do que imaginamos. É deixar o orgulho de lado, entende?

Mudar. Quantas vezes deitamos e imaginamos tudo o que será realizado no dia seguinte, e você faz mil planos, tem mil ideias, mas no outro dia chega o medo, a insegurança, a incerteza e aquele típico “amanhã eu faço”. Quantas e quantas vezes já fiz isso. Não foram poucas as vezes que deitei com a coragem de mudar de emprego, de deixar a faculdade e fazer realmente o que sempre sonhei, de mudar de cidade sem medo, sem insegurança. Mas não fiz nada, estou aqui, na mesma, no meu comodismo, na minha rotina.

Já decidi fazer dieta, já decidir economizar mais, já mudei meu quarto, meus sonhos, já prometi ser mais dedicada a tudo que faço, mas sempre faço amanhã, começo a dieta na segunda. Mas em qual amanhã? Em qual segunda?

Chega de medo, de insegurança. De falta de coragem. Foi preciso muitas coisas acontecer pra eu perceber que chegou a hora de me libertar. Me libertar do medo. É isso mesmo, tenho medo de dar tudo errado e às vezes isso me regride muito, mais do que eu posso imagina. Sabe aquele pensamento negativo que te acompanha em tudo? Eu tenho. É horrível isso, mas eu o carrego comigo, aliás, carregava, porque depois desse texto eu sei que vai dar tudo certo.

Eu quero acreditar mais, sonhar mais, desejar mais. Isso me fará uma pessoa melhor. Fará eu alcançar todos os sonhos.  

E quando você começar a perceber que chegou a hora de realizar algumas mudanças em sua vida, faça. Não pare. Troque suas roupas, doe as que não usam mais, mude de tempo, limpe a poeira do seu coração e comece pelas pequenas coisas. Se tem alguém que você simplesmente “não vai com a cara”, mas nunca conversou, se aproxime, você pode perceber que aquela pessoa é mais incrível que imagina. Sempre teve vontade de cortar o cabelo curto, mas tem medo de ficar feio, crie coragem, cabelo cresce. Nunca ouviu algum estilo de música só porque suas amigas não curtem, ouça, quem tem que gostar e curtir é só você! São pequenas mudanças que fazem nos aproximar das grandes e melhores conquistas que poderemos alcançar na nossa vida.

Hoje eu quero abrir as asas, quero aprender a voar. Quero agarrar uma oportunidade, que correr atrás de um sonho. Fazer uma grande mudança, jogar tudo pro alto. Sem esquecer os que amo, jamais. Porque eles são nossa base, nossa força. Faz tempo que quero escrever esse texto, mas faltava inspiração ou talvez um motivo. E hoje eu tenho muitos, mas o principal é me libertar.

Quero viajar de avião, andar de navio, conhecer a frança, colecionar todos os personagens da Disney, fazer jornalismo e design de moda, quero mudar de cidade, quero um novo emprego, novas fotos, novas histórias, novos livros, novos amigos, novas festas, novos desejos, novos sonhos, quero morar um ano na praia, outro na Inglaterra, quero aprender novas línguas, quero uma nova vida! Afinal é pra isso que estamos aqui, mudar, mudar de novo, mudar quantas vezes for necessário. È ter coragem, atitude.

Quer uma dica? Faça uma mudança, jogue tudo pro alto! Tenho certeza que depois do friozinho na barriga e do coração disparado, você verá que muitas coisas só nos faltam atitudes. E pode ter certeza que depois da primeira conquista muitas ainda virão. Chega uma hora que é preciso caminhar sozinho, quebrar a cara, e perceber que você já esperou demais pra coisas acontecerem.

E aí, vai continuar parado (a)?


Deixe um comentário

Novidades por e-mail