Depois que escrevi o texto O namoro acabou, e agora?, resolvi postar também alguns texto e trechos de outros autores relacionados com esse assunto. Acho super legal e leio vários textos sobre fim de namoro, que não é fácil pra ninguém não é gente? E só quem já passou por isso sabe do que estou falando! Li e reli vário e separei os melhores, espero que de alguma forma, ajudem a todos vocês que passam por esse momento.

JOGUE FORA
Jogue fora o que te faz mal, o que não te pertence mais, aquele amor que insiste em permanecer na sua memória. Acredite, outros virão, ele não é único, talvez por um momento ele foi o mais importante, mas agora ele não é mais, ACABOU! Ele ta em outra? Agora é você quem vai estar! Comparações, lembranças, memórias? Já não servem de nada. Prefira ficar sozinha do que estar com alguém que não te ama o quanto você merece e acredite: se for para ser será. Viva a sua vida, mude seus planos, faça coisas diferentes. Acredite mais em você, assim verá que aquilo era o que você queria naquele minuto, naqueles meses, naquele ano, mas não é o que você vai quer pra sempre. Você sempre achará alguém que te completará e novamente ele será único, assim por algum tempo será o mais importante, mas com o passar do tempo você vê que consegue viver sem ele e tudo volta a ser como era antes de você conhecê-lo. Você é única. VALORIZE ISSO!
(Autor desconhecido)

ELE É SÓ UM CARA
É só um cara. Não o denso lago de mistérios gozosos onde você mergulhou e ainda não submergiu. Nem o sustentáculo de todos os ossos de seu corpo, tampouco o mármore onde está gravada a suprema razão de sua existência. É só um cara. E quer mesmo saber? É um cara como todos os outros caras. Esse que te perguntou as horas no meio da rua – podia ter sido ele e você nem ligou. O mendigo, o ginecologista, o padre, o dealer. Ele estava ali o tempo todo. E ele não estava. Ele é só um deles. Vários. Uma legião. E ninguém. É só um cara. E não a sua vida. E não todos os dias da sua história. E não todas as suas lágrimas juntas em um único sábado solitário. Ele não é o destino. É um cara. Existem muitos destinos. Ele é só um cara que mal sabe escolher os próprios perfumes. Não sabe sangrar. Não sabe que nome daria a um filho. Não pode ficar mais tempo. Ele é só um cara perdido como muitos outros caras que você encontrou. E perdeu. Ele é só um cara. E você já esqueceu outros caras antes.
(Autor desconhecido)

"Insistir naquilo que já não existe é como calçar um sapato que não te cabe mais, machuca, causa bolhas, chega a carne viva e sangra. Então é melhor ficar descalça. Deixar livre o coração, enquanto vive. Deixar livre os pés, enquanto cresce. Porque quando a gente cresce, o número muda! Às vezes você tem que esquecer o que você QUER pra começar a entender o que você MERECE."
 (Autor desconhecido)

CICLOS
Enquanto não encerramos um capítulo, não podemos partir para o próximo. Por isso é tão importante deixar certas coisas irem embora, soltar, desprender-se. As pessoas precisam entender que ninguém está jogando com cartas marcadas, às vezes ganhamos e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é.
(Fernando Pessoa)

APRENDE
Eu tenho vontade de matar as pessoas que colocam TUDO no orkut, exemplos: “Aiii porque você me deixou? Estou triste!”, “Feliz porque ele me ama!”, “Eu não quero mais você!”, “Minha mãe brigou comigo!”, “Meu peixe morreu!”… Etc. Eu tenho vontade de esfregar a cara delas no chão. Tem que sofrer muito minha filha tem que ser largada por um milhão de homens e vê se aprende que amor não se implora. Vê se aprende que se ele gosta, uma frase no orkut não significa nada. Vê se aprende que se ele não gosta, você pode escrever até o RG dele no seu orkut, ele nem vai ter a capacidade de ler.
Aprende. Aprende. Aprende que dói menos.
(Tati Bernardi)

NÃO NOS CONTARAM
Hoje é o momento ideal pra falar de sacanagem.
Mas nada de ménage à trois, sexo selvagem
e práticas perversas, sinto muito.
Pretendo, sim, é falar das sacanagens que fizeram com a gente.
Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer,
só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos.
Não nos contaram que amor não é acionado nem chega com hora marcada.
Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja,
e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade.
Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida
merece carregar nas costas a responsabilidade de completar
o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo.
Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável.
Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada "dois em um",
duas pessoas pensando igual, agindo igual, que isso era que funcionava.
Não nos contaram que isso tem nome: anulação.
Que só sendo indivíduos com personalidade própria
é que poderemos ter uma relação saudável.
Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório
e que desejos fora de hora devem ser reprimidos.
Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados,
que os que transam pouco são caretas,
que os que transam muito não são confiáveis,
e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto.
Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto.
Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz,
a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade.
Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas,
são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas.
Ah, nem contaram que ninguém vai contar.
Cada um vai ter que descobrir sozinho.
E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo,
vai poder ser muito feliz se apaixonar por alguém.
(Martha Medeiros)

"Tem coisa que eu deixo passar. Não vale a pena. Tem gente que não vale a dor de cabeça.Tem coisa que não vale uma gastrite nervosa. Entende isso? Não vale. Não vale dor alguma, sacrifício algum."
(Cazuza)

E não termina por aqui, quero indicar algumas músicas, livros, filmes e tudo mais que eu lembrar, para que vocês esqueçam esse momento e comecem a reparar nas pequenas borboletas que existem em nossas vidas, e valorizem a sim mesmo, e vivam! Se vocês tiverem trechos/textos, músicas e outras cositas mais podem compartilhar!






Deixe um comentário

Novidades por e-mail